48 horas de,

48 horas de Buenos Aires

Um pedacinho da Europa na América Latina. Buenos Aires, a capital da Argentina, já leva esse título informal há anos. Acreditem, não é exagero.

Pelas ruas da charmosa cidade é possível ver muita arte, história e arquitetura. Além dos aspectos culturais, a capital portenha também oferece ótimas opções de consumo e muita, mas muita comida boa.

Quer saber a melhor notícia? Esse “Velho Mundo” está mais perto do que imaginamos, a meras 5h do Aeroporto Internacional de Brasília (ou um pouquinho mais com alguma conexão, vai).

O Brasília na Mala te ajuda a conhecer uma das mais charmosas cidades do mundo. E não se preocupe: a vontade de voltar estará incluída na passagem!

DIA 1

Hospede-se no Centro. O vai e vem de nativos e turistas na famosa Avenida 9 de Julio é parada obrigatória em Buenos Aires. Também vale a pena já que é possível fazer quase tudo a pé, principalmente durante os agradáveis meses do inverno e da primavera, ou de metrô e táxi.

Para começar o dia, não deixe de conhecer o Café Tortoni (Av. de Mayo, 825). O endereço, inaugurado em 1858, é um dos mais tradicionais de Buenos Aires. Lá também é possível assistir a apresentações musicais e show de tango no turno da noite.

Créditos: Divulgação

Aproveite que está na vizinhança e dê uma caminhada pela Calle Florida, o mais famoso ponto de compras na cidade. Se buscar marcas conhecidas e de luxo, tais como Lacoste, MAC, a pedida é a Galerias Pacífico (Av. Córdoba, 550), ali pertinho.

Depois, a pedida é um almoço no simpático restaurante chamado Dada (San Martin, 941). Pequenino, mas super charmoso, o local é endereço certo de comida boa, gostosa e com preço justo

É hora de cumprir o ˜obrigatório˜ turismo cívico da cidade, que inclui a Plaza de Mayo, seus prédios históricos e a Casa Rosada, sede do poder. Dali, desça até Puerto Madero, um bairro bem interessante à beira do Rio da Prata.

Créditos: Divulgação

Descanse. Os argentinos gostam de começar o turno da noite bem tarde, então não se afobe. Para curtir, o bairro de Palermo é o hot spot. Faça o esquenta na Plaza Serrano, onde uma série de bares enfileirados farão a alegria dos boêmios. Na hora de dançar, é só escolher sua tribo e cair na balada. A modernete Kika (Honduras. 5339), por exemplo, é cool à beça.

DIA 2

Comece o dia caminhando pela Recoleta, o bairro mais charmoso de Buenos Aires. Tome um café da manhã no Bonjour Paris (Uruguay, 1145). Depois, a visita ao cemitério da cidade é indispensável. Lá está enterrada Evita Péron.

Créditos: Divulgação

Palermo, o badalado endereço da noitada portenha, também é demais durante o dia. Quem gosta de verde não pode perder o Jardim Botânico e o Jardim Japonês.

Créditos: Divulgação

Não deixe de visitar o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, o Malba, e almoce no restaurante de lá.

Avenida Córdoba é o destino para passeio e compras. Os mais modernos não podem perder a Bond Street (Avenida Santa Fé, 1670). Quem curte cultura, deve visitar a maravilhosa livraria El Ateneo Grand Splendid.

Créditos: Divulgação

Para fechar o passeio, vá ao Caminito comprar souvenires e tirar belas fotos no coloridíssimo bairro.

nenhum comentário

autor

colaborador criativo

Deixe uma resposta!

Siga @bnm.etc

Instagram has returned invalid data.